A vida como ela é
01 Dez, 2016


niet

Uma bola de ténis atravessa repetidamente o court. Há uma beleza quase sensual no movimento. Esquerda, direita; esquerda, direita. Em lados opostos do campo, dois corpos aparentemente conflituam. É o último ponto do jogo. Intensidade máxima. A bola bate violentamente na parte superior da tela. Sobe uns centímetros. Cristaliza no ar por um milésimo de segundo. E […]


Ler mais...

Partilhar: Partilhar no Twitter





O dia em que Nóvoa ardeu: A minha crónica na sede do ex-reitor
25 Jan, 2016


nova2

Faltavam 17 minutos para a derrota de Sampaio da Nóvoa passar de condicional a incondicional quando Vasco Lourenço, seu destemido apoiante, ensaiava uma vez mais perante as câmaras da RTP o blá blá blá que as “figuras referenciais da nação” guardam sempre para as noites eleitorais: o povo português é sábio, o povo português é […]


Ler mais...

Partilhar: Partilhar no Twitter





Deputados gulosos – A minha crónica na Sábado
25 Jan, 2016


eu opiniaõ

Como é sabido, a passagem de José Sócrates por São Bento não foi tão católica como alguns crentes desejariam. Durante seis anos, viveram-se e decidiram-se coisas estranhas entre aquelas paredes: telemóveis voaram alegremente ao sabor da ira do primeiro-ministro, juros galoparam loucamente ao ritmo da gula dos mercados, investimentos públicos agigantaram-se à medida da compulsão […]


Ler mais...

Partilhar: Partilhar no Twitter





Sim, Portas é ele e o seu contrário. E então? (A minha crónica no site da Sábado)
12 Jan, 2016


eu opiniaõ

Sim, ele jurou que ficava e não ficou, que não taxava e taxou, que vetava e não vetou, que detestava e até gostou, que gritava e calou, que vetava e viabilizou. Sim, ele prometeu que ajudava e não ajudou, que irrevogava e revogou, que criticava e louvou, que era assim e foi assado, que era […]


Ler mais...

Partilhar: Partilhar no Twitter





O dia em que o camarada Arnaldo me eternizou
18 Dez, 2015


am5

Foi nas páginas do Luta Popular. Em reacção a um artigo que publiquei na Sábado, em que descrevia as suas excentricidades, o Grande Educador da Classe Operária decidiu, num artigo que poderia ter sido escrito por um marciano, chamar-me “bufo”, “Pide” e “espião”. Podia ser pior. Obrigado, camarada. Sempre a considerar-te.       Os Liquidadores […]


Ler mais...

Partilhar: Partilhar no Twitter




















ABC do PPM 
A Causa foi Modificada 
Berlintempelhof 
Diário Metafísico 
Ditadura do Consenso 
Fora de Série 
O Arrumadinho 
O Informador 

Ver mais...