HOMEPAGE

Cara Bárbara Guimarães
Publicado em: 23 Jan, 2015
Partilhar: Partilhar no Twitter

 

barbaraguimaraesdsc5838final-bf8c

 

Pensei em começar esta carta tratando-te por “querida Bárbara”, mas achei excessivo. Afinal não nos conhecemos, pois não? Também por isso duvidei antes de decidir tratar-te por “tu”. E antes de tudo o mais hesitei em escrever-te – não quero que penses que sou mais um abutre a alimentar-se da tua tragédia.

 Bárbara Guimarães,

Decidi falar-te porque acabo de ler o relato triste, tenebroso, da tua miséria; trato-te por tu porque, nunca te tendo dito “olá”, nunca te tendo tocado, sorrido ou confortado, apetece-me fazê-lo agora. E, na impossibilidade prática de te passar a mão pelos ombros assegurando-te que tudo correrá bem, socorro-me da palavra escrita para te comunicar que a dor profunda que sentes; a humilhação implacável, dura e interminável a que tens sido sujeita; não são apenas tuas. São dos teus amigos, aqueles que têm o privilégio de te passar a mão pelos ombros e te acariciar o cabelo nos momentos mais duros. São das pessoas com quem falas há tantos anos através de uma câmara de televisão. São minhas. São de todos nós.

Bárbara,

Nenhum homem que diz à sua mulher, na presença de uma criança, que a vai matar, que seguidamente matará os seus filhos e que, por fim, colocará termo à sua própria vida, merece estar em liberdade numa sociedade decente. Nenhum homem que espanque repetida e alarvemente a mãe dos seus filhos tem direito à inimputabilidade. Não tem. E não podes ser só tu a dizer-lho entre os intervalos da violência verbal, física e moral a que tens sido sujeita. Essa é uma tarefa que compete à justiça; à comunidade, sob pena de nos tornarmos cúmplices passivos de um crime que, a prosseguir, nos deve envergonhar a todos.

Querida Bárbara,

Já deixaste de fingir. Está na hora de parares também de fugir. Verás que vai ficar tudo bem.

Fernando

 

Crónica originalmente publicada AQUI









4 comentários a “Cara Bárbara Guimarães

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Current ye@r *