HOMEPAGE

Pré-publicação de um excerto de “Os privilegiados”, de Gustavo Sampaio
Publicado em: 08 Jul, 2013
Partilhar: Partilhar no Twitter

Serpa Oliva é ainda médico consultor da SANFIL e das companhias de seguros Fidelidade Mundial, Império Bonança e Tranquilidade, do Grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD). A venda da área dos seguros do Grupo CGD está prevista no memorando de entendimento entre Portugal e a Troika (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), no âmbito do programa de apoio financeiro internacional ao Estado, mas ainda não avançou.
O deputado Nuno Reis é membro efectivo da CS e coordenador do Grupo Parlamentar do PSD para a área da saúde. Até ser eleito deputado pela primeira vez na XI Legislatura, que teve início a 15 de Outubro de 2009, foi gerente das empresas Medicalbar – Gases Medicinais (2003 a 2009) e Aerovida – Distribuição de Gases Medicinais (2005 a 2009). Também foi director comercial da empresa Gásdome – Gases Medicinais (2002 a 2009), na qual mantém até hoje uma quota de 2% do respectivo capital. São três empresas que operam no sector da saúde.
 
(…)
 
Luís Menezes, deputado do PSD (e filho de Luís Filipe Menezes, Ex-lider do PSD e presidente cessante da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia), foi membro suplente da CS na legislatura anterior, tendo participado em diversas iniciativas. Isto ao mesmo tempo que detinha cargos nos conselhos de administração de várias empresas que operam no sector da saúde.
No registo de interesses entregue em 2009, o deputado indicou que exercia as funções de vogal dos conselhos de administração das empresas Laboratório de Análises Clínicas Canidelo, Laboratório de Patologia Clínica Dr. Hilário de Lima, Medicina Laboratorial Dr. Carlos da Silva Torres e Clínica Laboratorial de Monção, ao que se acrescentava o cargo de 2.º vogal da direcção da Associação Nacional de Laboratórios Clínicos. Declarou também que tinha sido gerente da Clínica Laboratorial de Vila do Conde até 31 de Dezembro de 2009, data em que já era deputado, e vogal do Conselho de Administração da Portuslab até 30 de Junho de 2009.
No registo de interesses relativo a 2011, Menezes indica que abandonou os cargos na Clínica Laboratorial de Monção (a 1 de Julho de 2012), no Laboratório de Análises Clínicas Canidelo (a 1 de Outubro de 2012) e na Associação Nacional de Laboratórios Clínicos (na qual diz ter exercido funções entre 2009 e 2010), mas mantém as ligações aos outros dois laboratórios).









3 comentários a “Pré-publicação de um excerto de “Os privilegiados”, de Gustavo Sampaio

  1. Pedro Correia

    Este livro até tinha valor… O único problema é que foi escrito pelo jornalista com menos credibilidade dos últimos anos… lol Enfim, fala ele dos deputados… Quando ele faz de tudo (até mentir) para ganhar dinheiro!

    Responder
    1. Fernando Esteves Autor do artigo

      Caro Pedro Correia: não podia estar mais em desacordo consigo. Em que alicerça a sua convicção sobre a falta de credibilidade do Gustavo Sampaio? É que euconheço o seu percurso e nunca o vi mentir…

      Responder
      1. Roberto Moreno

        Agradeço obter o telefone e e-mail do Gustavo Sampaio, alguém poderia me enviar para o meu e-mail? – O motivo deve-se ao comentário que inseri no dia 1-10-2014, no blog da Fnac cultural, no âmbito da apresentação de seu livro. – Após esta secção, tive um breve dialogo, com o referido autor e deixei-lhe o meu cartão e o mesmo prometeu entrar em contacto. – Entretanto, ate o momento não obtive retorno do jornalista.

        Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Current ye@r *

Páginas: 1 2 3