HOMEPAGE

O tempo em que o Paulo gozava com o Tozé
Publicado em: 16 Jul, 2013
Partilhar: Partilhar no Twitter

Nunca ninguém definiu tão bem as juventudes partidárias como Paulo Portas. Num artigo assinado no Independente, o nosso ministro – ainda o é à hora a que escrevo – chamou-as carinhosamente de “escolas do crime”. Ele lá sabe do que falava, tendo em conta que passou pela principal universidade do género em Portugal: a JSD. Por motivos profissionais tenho passado os últimos dias a investigar edições antigas do jornal com mais qualidades e defeitos alguma vez feito entre nós. E entre as milhares de notícias engraçadas em que tropecei encontrei esta. Sobre jotas. Sobre aprendizes da criminalidade. Sobre Seguro.

seguro









Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Current ye@r *