HOMEPAGE

E o blogue desta semana é…
Publicado em: 05 Mar, 2013
Partilhar: Partilhar no Twitter

… o Ditadura do Consenso. Em primeiro lugar, uma declaração de interesses: o autor do blogue, António Aly Silva, é meu amigo e gosto muito dele. Não é, porém, em nome da enorme amizade que nos liga que o destaco esta semana. Ditadura do Consenso é um dos blogues africanos mais influentes – acaba de ultrapassar a mítica fronteira dos 6 milhões de visitas (e esse é um dos pretextos deste post).

 

aly2

Aly, o terror da Almirante Reis

 

Conheci o António Aly Silva na redacção de O Independente há cerca de 10 anos, mais coisa menos coisa. Natural da Guiné, era um dos repórteres mais aguerridos do jornal, sempre com histórias da “África portuguesa” a que mais ninguém conseguia chegar. Vê-lo a trabalhar era uma experiência quase sociológica: altamente explosivo, não olhava a meios para conseguir uma boa história. Um dia partilho algumas das suas técnicas mais radicais (tem medo, Aly, muito medo!!!!) para fazer com que as fontes falassem.

A dada altura, decidiu voltar à Guiné. A sua terra, o país onde se sente em casa. Adivinhava-se vida difícil para a sua voz independente. E assim foi. Preso e torturado pelas suas sucessivas denúncias do narco-regime, foi pré-candidato presidencial às eleições e tornou-se um farol para todos os que, dentro ou fora da Guiné, não convivem amenamente com a ideia de o seu país ser dominado por uma clique de rebeldes cuja característica mais evidente é o desprezo primário e abjecto pelos direitos humanos.

Mesmo estando na Guiné, António Aly Silva nunca cortou os laços com Portugal. Não esqueceu os amigos – e nunca deixou de fazer notícias. Foram dele as primeiras fotografias da chacina autêntica de Nino Vieira. Difundidas por toda a imprensa internacional, as imagens são Aly em estado puro: coragem, instinto, rapidez e alguma loucura.

 

aly3

A chacina de Nino Vieira, que Aly fotografou em primeira mão

Na parte final de 2012 a sua permanência no terriitório tornou-se insustentável. Ou saía ou acabaria, inevitavelmente, na cadeia – ou, pior do que isso, com um balázio enfiado na cabeça. Acabou por escapar para Portugal na sequência de uma fuga rocambolesca. E agora, mesmo a partir daqui, continua a ser o porta-estandarte da indignação do povo da Guiné, que lhe faz repetidos apelos para que não desista. A resposta a todos é dada no texto que acompanha o perfil do autor no próprio blogue: “Uma pessoa com convicção tem a força equivalente a 100 mil que tenham interesses apenas”. John Stuart Mill.

 

aly1

 









1 comentário a “E o blogue desta semana é…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Current ye@r *